Centro de Cirurgia da Vesícula Porto Alegre

Atendimento : De segunda a sexta das 8h às 18h
  Telefone : (51) 3224.7307

Pedras na Vesícula

PEDRAS NA VESÍCULA BILIAR (CÁLCULOS BILIARES)


O que é a vesícula biliar?

A vesícula biliar é um órgão muscular responsável pelo armazenamento da bile produzida no fígado. É um reservatório, em forma de pêra, que se situa abaixo da superfície do lóbulo direito do fígado, logo atrás das costelas inferiores.

A função da vesícula é armazenar a bile secretada pelo fígado, que chega nela através dos condutos hepático e cístico e lá permanece até ser solicitada pelo aparelho digestivo (durante uma alimentação volumosa, por exemplo).

A vesícula esvazia seu conteúdo através do conduto biliar no intestino delgado para facilitar a digestão, favorecendo assim, os movimentos dos intestinos e a absorção dos nutrientes.

 

Como se formam as pedras na vesícula?

As pedras na vesícula são formadas por alterações na composição e concentração da bile, e alguns fatores que podem causar essas alterações são:

- Dieta rica em gorduras e carboidratos simples, como pão branco 
e refrigerantes;
- Dieta pobre em fibras, como alimentos integrais, frutas e verduras;
- Diabetes;
- Colesterol alto;
- Falta de atividade física;
- Hipertensão arterial;
- Fumo;
- Uso prolongado de anticoncepcionais;
- Histórico familiar de pessoas com pedra na vesícula.

Devido às diferenças hormonais, as mulheres têm uma maior tendência para ter pedras nas vesícula do que os homens.

Quais os sintomas da presença de pedras na vesícula biliar?

Alguns cálculos na vesícula podem ser assintomáticos, mas outros provocam dor intensa do lado direito superior do abdome que se irradia para a parte de cima do tórax ou para as costelas. A dor normalmente aparece meia hora após uma refeição, atinge um pico de intensidade e diminui depois.

Pode vir ou não acompanhada de febre, náuseas e vômitos.
Sem dúvida este é um dos principais distúrbios, responsável por boa parte dos atendimentos nos consultórios de doenças digestivas. As pedras, ou cálculos da vesícula biliar, estão presentes em pelo menos 10% da população.

Como são diagnosticadas as pedras na vesícula?

O exame inicial para o diagnóstico das doenças da vesícula e das vias biliares é a ultrassonografia. A identificação das pedras pode ocorrer durante a investigação de sintomas como dor abdominal ou até mesmo em exames de rotina.

Exames como a cintilografia, ressonância magnética ou tomografia computadorizada podem ser úteis quando há dúvidas sobre possíveis complicações relacionadas aos cálculos (pedras) biliares.

Pólipos da Vesícula Biliar

Os pólipos de vesícula biliar são protuberâncias (como pequenas verrugas) na mucosa (parte interna) da vesícula. Normalmente, os pólipos vesiculares não apresentam sintomas e, por isso, são descobertos acidentalmente durante exames de ultrassonografia abdominal, durante o
tratamento de cólicas ou pedras na vesícula, por exemplo.

O tratamento para os pólipos na vesícula biliar está indicado nos casos em que as lesões apresentam um tamanho superior a 10 mm, pois têm maior risco de transformação maligna.
Além disso, o tratamento também está indicado quando os pólipos, independentemente do tamanho, são acompanhados de pedras na vesícula, pois ajuda a evitar o surgimento de novas crises.